was successfully added to your cart.

Notícias

Conab corta previsão de produção de açúcar do Brasil em 7,3% e vê recorde para etanol

By 21 de dezembro de 2018 No Comments

Previsão de agosto era de 34,2 milhões de toneladas na safra 2018/19. Redução é motivada pela maior preferência das usinas do país pelo etanol.

Fabricação de etanol foi estimada pela Conab em 32,3 bilhões de litros — Foto: Case IH/Divulgação.

O Brasil deve produzir 31,7 milhões de toneladas de açúcar na atual safra 2018/19, que se encaminha para o final, projetou nesta quinta-feira a Conab, em um corte de 7,3% ante a previsão anterior, feita em agosto, de 34,2 milhões de toneladas.

A redução se dá em meio à maior preferência das usinas do país pelo etanol, que tem se mostrado mais competitivo que o açúcar ao longo do ano.

Caso se confirme, o volume seria 16,2% menor na comparação com 2017/18, o mais baixo em cerca de 10 anos e poderia levar o país a perder para a Índia o posto de líder global em produção do adoçante.

Em seu terceiro levantamento sobre o ciclo 2018/19, a Companhia Nacional de Abastecimento disse que do total estimado, 29,1 milhões de toneladas de açúcar serão fabricadas no centro-sul, principal polo canavieiro do país, enquanto os outros 2,6 milhões no Norte/Nordeste.

Etanol

Já em relação ao etanol, a nova previsão da Conab aponta para uma produção de 32,3 bilhões de litros, ante 30,4 bilhões na projeção passada. A quantidade superaria em 18,6% o visto em 2017/18 e, pelos dados disponibilizados pelo órgão do governo, seria um recorde.

Segundo a companhia, 30,2 bilhões de litros devem ser produzidos no centro-sul e 2,1 bilhões, no Norte/Nordeste.

As previsões da Conab levam em conta uma safra de 615,8 milhões de toneladas de cana em 2018/19, versus 635,5 milhões na estimativa anterior e 633,2 milhões na temporada passada.

Trata-se da menor moagem desde a safra 2012/13, segundo dados da companhia.

Segundo a Conab, a área colhida no país está estimada em 8,6 milhões de hectares, com uma queda de 1,1%.

Na região Sudeste, especificamente, a diminuição ocorreu como reflexo dos problemas climáticos ocorridos e devido à devolução de terras arrendadas.

O Centro-Oeste praticamente manteve a área colhida da safra passada, apresentando leve aumento nos patamares de produtividade, segundo a Conab.

Por Reuters | Fonte: G1 Globo

Tenha o controle da sua fazenda na palma da mão
Tecnologia de precisão na simplicidade de um toque | Conheça nossos serviços
Náthalie Caram

Author Náthalie Caram

More posts by Náthalie Caram

Leave a Reply